sexta-feira, 24 de julho de 2009

Barrichello admite que pode haver chances de se aposentar no fim deste ano

De acordo com o jornal "The Irish Examiner", Barrichello apontou a possibilidade de deixar a categoria ao falar com a imprensa. "Eu amo este esporte, e estou fazendo isso há 17 anos. Por isso, 95% dos meus sentimentos são de permanecer. Amo tudo isso, ainda sou rápido, mas os 5% restantes me perguntam 'para que você precisa disso?'. É algo que está na minha cabeça, mesmo que em um número pequeno, mas o ano que vem ainda está longe para eu ter de decidir algo agora", explicou o piloto.
Rubens também garantiu que não vê nenhum favorecimento ao seu companheiro de equipe e líder do campeonato Jenson Button dentro da Brawn, e falou que ainda é um candidato ao título. "Eu preciso seguir acreditando nisso. Estou aqui pelo amor ao esporte mais do que qualquer outra coisa. Você pode me perguntar por que eu ainda não venci neste ano, e não é que eu não me importe, mas eu guio melhor com estes problemas. Por isso, vou buscar a vitória na Hungria. Não vou me pressionar, mas as coisas podem ser melhores, e vou seguir trabalhando. Não vou trazer nenhum dos problemas da última corrida para cá."
Barrichello já reclamou da Brawn publicamente duas vezes nesta temporada. Além das críticas após o GP da Alemanha, o brasileiro também questionou a vitória de Button na Espanha, dizendo que o inglês foi favorecido pelo time.

Nenhum comentário: